Nos dias de hoje, esse brinquedo pode parecer um pouco bobo, mas para um período onde internet nem fazia parte de nosso imaginário, a Mola Maluca era uma diversão e tanto.

Mola Maluca

Mola Maquila de Metal com o Plus de ser dourada, ostentação Pura

Mola Maquila de Metal com o Plus de ser dourada, ostentação pura

Inventado por Richard James, em 1943, enquanto trabalhava num estaleiro de navios de guerra, e esbarrou numa mola torcida, neste momento a mola caiu da prateleira sobre uns livros, depois sobre a mesa e em seguida no piso, onde ficou a balançar como esperando novas instruções. Ele disse a sua esposa: “Acho que podemos fazer um brinquedo desta mola.” O casal tomou um empréstimo de US$500 para fabricar o primeiro lote de 400 unidades. Desde então, foram vendidas mais de 300 milhões de unidades.

As molas poderiam ser de plástico, acrílico e as mais modernas, caras e perigosas de metal. O Grande problema da versão de plástico e acrílico era se embolar ou quebras com facilidade.

Você já teve um estojo automatico?

Existiam molas, não tão resistentes, porém com cores vivas, estilo degrade, que custavam barato e duravam pouco, essas eram as escolhidas pelas mocinhas , não serviam para competições, rsrs, mas  ficavam bonitas como decoração.

Mola Maluca colorida

Nos anos 90 a brincadeira virou febre no Brasil, todo mundo tinha uma, os mais sortudos tinham a versão metálica, neste caso tive sorte, pois ganhei uma de minha mãe.

O lugares mais fáceis de encontrar o brinquedo, eram em barraquinhas  das feirinhas, onde o tio trazia produtos do Paraguai , lá o preço era ótimo e a variedade enorme.

As possibilidades eram muitas, poderia joga-la da escada e vê-la descer com uma coordenação ninja, ou então apostar corrida contra molas rivais.

Infelizmente minha alegria de competir, e vencer, na escola foi abortada pela diretora que proibiu a mola metálica, alegando riscos a outras crianças. Quando a moda acabou foi substituída pelo pirocoptero bol, mas disso falarei depois.

Saiba outras curiosidades

1 Comment

Leave a Comment